0 Capítulo 37


MODO INTERATIVO AQUI

-Finalmente chegamos!-Camily disse ansiosa enquanto eu ajeitava meu cabelo já bagunçado.
-È-Bocejei
-Nossa,você anda dormindo de mais,o que foi?Luan não te deu socessego esses dias é?-Ela riu
-Camily!-A repreendi.-Vem,acho que já podemos descer-Olhei ao redor e Kate e Will já havíam sumido.
Acabei de prender meu cabelo em um coque frouxo,e peguei minha mochila,depois descemos.
-Então,a gente vai ficar na boate ou em um hotel?-Mily parecia mais ansiosa do que eu.
-Na boate..eu acho-Disse ainda sonolente-Aonde estão Kate e William?-Perguntei quando já estávamos na área de desenbarque.
-Ha,eles foram na frente comprar alguma coisa,acho que era chocolate...-Ela disse pensativa
-Que ótimo,deixaram a gente pra trás!-Bufei-Vamos sentar enquanto esperamos...TOM!-Quase gritei
-Esperamos Tom?Han?-Camily perguntou confusa
-Não!O Tom,está logo ali,vem!-Puxei ela pelo braço e quase corremos até Tom e Sara.
Tom segurava uma plaquinha escrito "Filha adotiva",me fez chorar imediatamente.
-Tom!-Agarrei sua cintura,e ele me apertou contra seu corpo fortemente.
-Oi pequena Violet-Ele me deu um beijo no topo de minha cabeça.
-E eu não ganho abraço?-Sara reclamou
Sorri,e soltei Tom e a abracei.
-Que saudades que eu estava de vocês!
-Também estávamos-Disse Sara
-Então,essa é minha prima,Mily-Apresentei
-Oi!-Camily disse sorridente
-A famosa Camily-Tom riu
-Famosa?Eu?Ainda não!
Rimos.
-Então,onde estão Kate e William?-Sara perguntou
-Foram comprar chocolate-Mily disse disparada na minha frente
-Então vamos esperar eles ali sentados.
Fomos pro local onde estávamos, esperando eles.
Quando nos sentamos, Tom olhou pra mim rindo.
- E as novidade Vi, não tem nada a contar para nós não ?- Ele falou rindo, me indagando a falar obviamente sobre o Luan.
Eu ri, com o  modo que ele falou.
-Tenho, muitas novidade pra contar pra vocês mesmo, tanta coisa mudou nesse meio tempo longe de  vocês...Eu to namorando. -Falei pra eles meio sem graça, afinal é obvio que eles já sabiam.
Tom, como sempre irônico
-É mesmo? E quem é o santo, que fez essa caridade. -Ele estava rindo muito, e como sempre, nos fazendo rir.
-Há Tom, você já sebe quem é... É o Luan.
Fingiu , que ficou surpreso, onde eu ri mais ainda.
Will e Kate chegaram , exatamente na hora que o Tom, iria soltar mais uma piada.
-Então vamos?-William perguntou,enquanto Tom segurava o riso.
Revirei os olhos.
-Vamos!-Mily disse ansiosa.

Chegamos na boate em mais ou menos em uma hora.
Estava tudo igual,exeto pela pista de dança,que agora tinha aqueles pisos transparentes que mudavam de cor e um globo,mais ainda sim,tudo estava perfeito.
-Finalmente de volta!-Sorri
-Só por duas semanas-William passou do meu lado rindo.
-Isso não é justo,ou aqui ou o Rio.-Disse cabisbaixa.
-A vida não é justa!-Camily falou
Suspirei.
-Hey,fique alegre mocinha!-Tom chegou me abraçando.
-Ah,eu senti tanta falta disso aqui,mais não posso ficar pra sempre,tem o Lu,Thiago,meu pai no Brasil,queria que não tivesse que escolher.
-A gente vai sempre te visitar-Sara chegou me dando um beijo na bochecha-E William e Kate voltaram com você?
-Sério?-Olhei para os dois que estavam em uma conversa entretida do outro lado da boate.
-Sim,eles queria lhe fazer surpresa-Disse Tom

Fiquei curiosa com a surpresa, que a Kate e o Will, estava preparando.
Por que eles sumiram assim que chegamos na boate? Minutos depois ele apareceram, com um pacote grande, isso me deixou bem intrigada, nem abri o pacote eu rasguei ele, com a curiosidade que eu estava.
Todos riram de mim, eu parecia uma criança pequena.
Era, um quadro lindo, com todas a fotos de todos os momentos que tivemos todos juntos lá, era simples mais mesmo assim era de coração.
-E lindo, é a coisa mais linda que já ganhei na minha vida.
Todos olhavam pra mim rindo.
Então resolvi agradece-los .
- Bom, não sei como falar isso, vocês próprios sabem que eu não sou uma pessoa muito boa com as palavras eu sempre me enrolo toda. Mas quero que todos vocês saibam , que durante todo esse tempo que eu estive aqui morando com vocês , foram o melhores momentos da minha vida , saibam que eu vou levar vocês dentro do meu coração pra sempre. Tom e Sara, vocês foram  e vão ser pra sempre meus pais. Will e Kate, vocês foram os melhores irmãos que alguém poderia ter. Eu amo vocês demais, e vou ser eternamente grata pelo que todos aqui, fizeram por mim.
Quando parei de falar, me dei conta que todos estavam chorando, pelo o que eu tinha falado.
Todos foram ao meu encontro , e ficamos todos abraçado ali durante um bom tempo.
-Tudo bem, chega desse tal de chororó , agora, mais ta na hora das mocinhas irem pro quarto de vocês, Vi, a a sua prima deve estar muita cansada.
-Eu estou mesmo, Tom-Milly falou rindo, mas dava pra ver na carinha dela, que estava morta com farofa.
Fomos, para o meu antigo quarto, era incrível , como nada tinha mudado ali, exceto pela roupa de cama, mas o resto estava do jeitinho que eu tinha deixado.
Arrumei, a cama da Milly, e ela foi se deitar. Eu estava deitada na minha cama, pensando no Lu, essa hora ele deveria esta no show, eu tinha prometido a ele, que quando eu chegasse iria avisá-lo, então resolvi manda uma  mensagem avisando que estava tudo bem comigo. Depois de mandar o SMS, me deitei na minha antiga cama, e dormi feito um anjo.

-Anda Violet,levanta dessa cama logo!-Camily estava em cima de mim me sacolejando.
-Só mais cinco minutos!-Voltei a colocar o travesseiro na cara.
-Você disso isso dez minutos atrás!Anda!Quando o Luan chegar vai ser você e ele agarrados o tempo todo e eu sozinha!Eu quero fazer compras!
Tirei a metade do travesseiro da cara e a encarei.
Ela fazia um biquinho infantil,o que me fez rir.
-Tudo bem,vou me arrumar!
-Eba!-Ela pulou da cama rindo.
Me arrumei em poucos minutos colocando uma regata branca,um casaco cinza,calças jeans e meu All Star preto,depois passei um delineador nos olhos,rímel e um batom nude,depois soltei os cabelos e o reparti de lado.
-Vamos!-Disse pegando minha bolsa.
-Oba!NY,ai vou eu!-Camily disse entusiasmada.
Ri dela e descemos.

Depois de mais ou menos três horas de compras,decidimos ir lanchar,afinal,fazer compras dava fome,e então,passamos em frente á Juliard,e me bateu uma saudade enorme daquele lugar.
-A gente pode entrar se quiser-Mily disse por fim
-Faria isso?Não tá cansada não?Com fome?
-Violet,entra logo!-Ela riu
-Ok,vem!-Saí puxando ela,estava louca pra rever todo mundo,mais achei estranho,estava tudo tão parado ali.
-Que estranho...-Disse por fim
-Vi,onde fica o banheiro?Tô apertada-Mily perguntou
-Segue em frente e vira a esquerda...eu vou com você
-Não!Vai procurar seus amigos,eu vou sozinha.
-Mily!-Repreendi
-Não vou fazer nada,eu juro!Confia em mim!
-Tudo bem,vou no teatro vê se as meninas estão ensaiando lá.
-Ok,te encontro lá.
Ela saiu na frente.
Respirei fundo e fui em direção ao teatro.

Entrei e não vi ninguém,então decidi ir para trás das cochia,talvez tivesse alguém ali...
Não!Me enganei.
Suspirei e fui para o centro do palco.
Encarei aquelas cadeiras vazias.
Parecia tudo tão errado.
Sem público.Sem aquela correria para trocar de roupa.Sem música clássica.Sem Nildo e Gisela nos dando ordens...
E quando me dei conta,já estava dando pequenas piruetas ali naquele lugar vazio.
Me empolguei e fiz uma pequena dança,agradecendo ao público imaginário logo depois,e então me virei para sair dali e procurar Camily,quando me deparei com aquela cena,e congelei no mesmo instante.

0 Capítulo 36

MODO INTERATIVO AQUI

 Acordamos, já no horário deu começar e me arrumar, pra ir pro aeroporto, eu estava me arrumando, e o Lu, estava sentado na minha cama, calado só me observando.                              
Olhei, pra ele.
O olhar dele estava meio triste  
 -Lu, o que houve por que você esta com essa carinha?                                                
-É porque, eu queria ir com você, e não posso, já fiquei tempo demais longe de você.
Olhei pra ele, e fui em direção a ele, sente em seu colo, ele me abraçou
-Amor,a gente vai se encontrar lá,você mesmo disse,não foi?
-Eu não sei...O Anderson disse que eu teria um compromisso em uma rádio,e bom,temos que começar a ver o repertório do DVD.
Ficamos em silêncio por alguns minutos.
-Pensa pelo lado bom,eu vou voltar-Dei um beijo em seu rosto-Serão apenas duas semanas meu anjo,vai passar voando,você vai ver.
-Promete?-Ele perguntou com carinha de bebê.
Ri.
-Prometo-Lhe dei um beijo-Agora vamos,você tem que rever seus pais e tem show em Londrina,e eu tenho que ir para o aeroporto,na verdade,combinei com o Will e a Kate na cafeteria...
-Ha sim!Eu peço ao Cirilo para te deixar lá,e podemos aproveitar juntos mais uns minutinhos-Ele me agarrou por trás me dando um beijo no pescoço.
Arrepiei.
-Claro-Ri-Agora deixa eu acabar de me arrumar.
Levantei e encarei meu reflexo no espelho.
Meu cabelo estava emaranhado,e de jeito nenhum queria ficar arrumado.
Bufei e decidi por fim fazer um coque,depois fiz uma make usando delineador,estilo gatinha,um pouco de blush cor de pêssego,rímel e batom vermelho.
Perfeito!
-Que gata!-Luan me abraçou e me deu um beijo no rosto,depois saiu me dando um tapa na bunda.
Dei um gritinho fazendo ele rir,e então me sentei na cama esperando ele acabar de se arrumar,estava colocando a camisa,não sei bem porque...tá,eu sei porque,mais eu poderia aproveitar aquela vista pelo resto da vida.
-Admirando seu gostosão aqui?
-O que?-Quase engasguei enquanto ele gargalhava-Convencido!-Me dei por vencida e revirei os olhos.
-Gata!-Ele me deu um selinho-Bora descer pra comer a comida do sogrão-Ele alisou a barriga.
-Nossa,três dias aqui e ele já está abusado,imagina quando a gente se casar
-Ai eu vou poder colocar os pés na mesa,deitar no sofá e mexer no controle da TV.
-Besta!
Descemos rindo.
-Finalmente!-Levei um susto quando vi Mily sentada na mesa me encarando com um olhar sério,mais logo ela abriu um sorriso angelical,e então percebi que ela estava melhor.
Ela se levantou e veio até mim.
Soltei a mão do Luan e lhe dei um abraço.
-Me desculpa?-Ela pediu chorosa.
-Eu já te desculpei-Sorri e escondi meu rosto em seus cabelos negros e compridos.
-Não exatamente...
-Mily,eu jamais vou ficar brava com você,só não faça de novo...
-Tudo bem...-Ela me soltou-Luan!-E mais um abraço de urso,dessa vez,Luan foi pego de surpresa.
-Hoje é o dia do abraço?-Perguntei aérea e todos riram.
-A cala a boca,você nem sabe porque eu estou aqui né?
-Hum...-Me sentei na primeira cadeira que vi na frente,e notei que havia sentado do lado de Tatiana-Não-Confessei
-Então,eu tenho uma novidade!
Ela veio em minha direção e sentou na minha frente,deixando Luan sentar do meu lado esquerdo.
-Novidade?-Perguntei bebendo um pouco do suco de morango.
-Sim!!Eu vou pra New York com você hoje!
-O QUE?-Quase me engasguei
-È,papai e mamãe deixaram...quer dizer,o Eduardo me ajudou a convence-los depois de tudo...enfim,eu vou!Uma semana de compras!
-Ha não!-Gemi-Eu não vou ficar rondando NY atrás de roupas com você,isso cansa!-Reclamei
-Qual é Violet!-Ela reclamou
-Tudo bem,a loja Star vende uns acessórios incríveis de caveiras-Sorri
-Eba!-Ela comemorou.
Ela parecia uma criança, quando ganha uma bala.
Ri muito com ela. Só que já estava na hora deu ir para o aeroporto, me despedi de todos.
-Filha, se cuida lá, por favor.        
 - Pode deixar pai eu vou me cuidar.
Nesse momento o Luan, se meteu na conversa.            
 -Pode, deixar sogrão, semana que vem eu estarei lá pra cuidar dela.-Meu pai, olhou pra ele com um olhar, que eu tive que rir muito alto.
Me despedi.
 Luan foi comigo até o aeroporto.
Dentro, do carro nos fomos abraçados.
-Vi, eu vou te encontrar la eu te prometo.
Olhei pra ele.                                              
-Eu sei, Luan. E eu vou te esperar.
Eu pude sentir os meus olhos enxerem de lágrimas , foi o momento mais dificil, ter que me dispiirr dele.
Ele me levou, e ficou comigo até eu ter que ir fazer o chekin ,o final, foi o mais dificil.      
-Se cuida lá, vou pra lá assim puder.
 Ele estava com os olhos, meio triste, e aquilo cortou meu coração.                                    
-Pode deixar, eu vou me cuidar e vou te esperar. Te amo.                                        
-Eu te vivo.
Não tinha mais nada  a dizer, fiquei na ponta dos pés, e lhe dei um beijo,depois  fui 'pegar' o avião.

0 Capítulo 35


MODO INTERATIVO AQUI
Respirei fundo,e tentei me acalmar,
Minhas mãos suavam frio,e por um minuto me arrepiei.
Me aproximei dele e alisei seu rosto com uma das mãos.Ele fechou os olhos por um minuto,parecendo se acalmar um pouco.
-Eu ia te contar Lu-Disse me sentando-Olha,serão apenas algumas semanas,é uma despedida que prepararam pros ex alunos,e eu não podia dizer não,afinal,quero me despedir de Tom e Sarah,mal falei com eles nos últimos meses..
Ele andou de um lado para o outro,parecia nervoso ao mesmo tempo pensativo,e então,se sentou do meu lado e segurou minha mão.
-È isso que você quer?-Perguntou
-Luan-Respirei fundo-Eu devo isso á Tom e Sara,eles cuidara de mim como se eu fosse a filha que eles não tiveram,e meu amor,serão apenas algumas semanas,eu juro.
Ele me puxou para seu colo em um abraço forte.
-Não quero te perder de novo-Sussurrou-Da última vez que você foi para um aeroporto...-Ele não conseguiu dizer mais nada,sufocado pelas suas próprias palavras.
-Eu sei,eu sei-Tentei acamá-lo-Mas dessa vez é diferente.Eu vou e volto,juro!
-Posso me encontrar com você lá?-Ele me soltou e analisou minha expressão.
Eu sorri.
-Que pergunta Luan!Claro que você pode!Vou te apresentar Tom e Sara,eles vão ficar todo bobos quando souberem que a gente tá junto-Ri-Eles me aturaram por quase cinco anos falando de você.
-Jura?-Ele perguntou querendo saber mais
-Sim!Foi Tom e Will que me incentivaram naquela noite á ir dançar com você na boate;
-Me lembre de agradecê-los então
-Com certeza
Rimos e acabamos nos beijando.
O beijo ficou mais quente,até que eu mordi de leve os lábios dele,que parou o beijo e começou a rir.
-O que?-Perguntei confusa
-Gata feroz!-Ele não parava de rir-Faz  Raw!
-Não!-Gargalhei
-Faz amor!-Ele insistiu
-Não Luan,que mico!-Tentei sair de cima dele,porém ele me segurou pela cintura me impedindo.
-Só vai sair de fizer Raw!
-Raw!-Fiz baixinho olhando para o criado mudo,morta de vergonha.
-Eu disse que você ia fazer viu?
-Idiota!
Me sentei na cama e liguei a TV do quarto começando a zapeá-la,até finalmente decidi ver Bob Esponja.
-Então,você tá feliz com o casamento do meu sogrinho?
Olhei para ele segurando o riso.
-Sogrinho é?-Ri-Sabe,hoje,voltando pra casa com Tatiana,a gente teve...um diálogo curto,e eu acabei percebendo que ela entende muito bem como me sinto,e não está aqui para tirar o lugar da minha mãe.Também sei que meu pai jamais irá esquecê-lá,eles se amavam muito para ele fazer isso,mais acho que a vida segue,e ele realmente precisa de alguém que cuide dele por mim as vezes.
Luan,que brincava com meus cabelos,me puxou para seu peito.
-Pensei que você estivesse fingindo hoje cedo.
-Não!Odeio falsidade!Jamais diria que eu gosto da pessoa não gostando,ou algo do tipo.
-È,mais você me disse uma vez que eu fui um erro-Ele riu
-O meu erro mais certo de todos-Me virei para lhe dar um selinho,e ele acabou prolongando para um beijo.-Eu disse aquilo porque pensei que seria melhor assim,cada um seguindo sua vida,e bom,você tinha namorada.
-È eu sei,eu errei,e juro que ainda vou recompensar a Jade de alguma forma.Sabe,jamais tive a intenção de traí-la,você sabe.
-È,eu sei...
-Argh!Vamos deixar esse assunto pra depois,porque eu mais tarde tenho que ir,e bom,quero aproveitar o resto do dia com minha Flor.
Sorri.
-Lembro da primeira vez que você me chamou assim...
-Sim,também me lembro,você estava no meu quarto de hotel.
-Pensei que não iria se lembrar.
-E como esquecer?
E então,ele não deixou mais que eu falasse nada.
Me calou com um beijo,e bom,não preciso comentar que tivemos uma ótima manhã né?


E assim passamos a nossa manhã, no quarto, quando eu acordei, ele estava parado me olhando. Botei a cabeça em seu peito, escutando a sua respiração indo e vindo, por um bom tempo.                                                        
-Vi, posso ter dar um presente? -Perguntou ele, meio presunçoso
Afinal, eu nunca fui de deixar ele me dar presente, porque nunca achei necessário , só pelo fato de te-lo em minha vida, já era um presente.
- Podi Luan, por tanto que não seja nada muito extravagante , pode sim. Falei sorrindo . Ele me olhou bem no fundo dos meus olhos respirou fundo.
-Violet , é só um presente nada demais... Bom , é só um anel, que eu quero te dar, já tem um tempo, e acho que agora é o momento certo de ti dar,antes de você ir pra NY.
Olhei pra ele séria, quando ele já estava abrindo a caixa com o anel dentro. Era lindo, de ouro e por dentro tinha o nome dele gravado.
Aceitei o presente, dando-lhe um beijo.
- É lindo !- Falei admirada
-Que bom que você gostou. Eu também, tenho um.
Me mostrou ele a mão já com o anel.
Depois disso não havia mais nada a dizer, beijei ele, e assim assim passei o resto do dia.

0 Capítulo 34


MODO INTERATIVO AQUI

-Mô?-Lu me acordou com vários beijinhos no rosto.
Sorri e abri os olhos preguiçosamente.
-Bom dia!-Ele disse radiante.
-Já está acordado á muito tempo?-Perguntei
-Mais ou menos-Ele mexeu nos cabelos-Eu desci para atender o celular,não queria te acordar,você parecia cansada-Ele alisou meu rosto.
-Eu fui na casa dos meus tios essa madrugada.
Ele arregalou os olhos,então decidi continuar antes que ele pensasse besteira.
-A Mily piorou,minha tia não sabia mais o que fazer,então ela me ligou...Tatiana que conseguiu fazer Mily se acalmar no final das contas.
-Tatiana?-Ele também parecia surpreso.
-Pois é,nem eu acreditei-Sorri
Ele me deu um selinho.
-Então,vamos descer?Seu pai pediu para eu te acordar pro café da manhã.
-Claro-Sorri
Troquei de roupa,colocando uma regata branca e um short jeans.
-Amor,você não vai sair assim na rua né?
-E por que não sairia assim?-Me avaliei
-Porque essa blusa está transparente e o short curto de mais...
-LUAN!-Repreendi-Você me conheceu assim,não vou mudar de roupa!-Disse séria-Além do mais,eu tenho um pouco de senso de moda,e obviamente não sairia assim!-Saí caminhando em direção á porta.
-Hey pequena!
Ele me abraçou por trás e beijou meu pescoço,fez cócegas.
-Eu estava brincando minha Flor,vou te aceitar do jeitinho que você é,só manera nas roupas curtas por favor-Ele disse manhoso.
Virei para encará-lo.
-Nossa,mal começamos a namorar e você já está cheio de ciúmes Lu?-Ele abaixou a cabeça.
Beijei seu rosto de forma carinhosa e suspirei.
-Pode deixar,eu vou manerar nas roupas-Pisquei-Agora vamos,estou com fome.
-Isso é um bom sinal-Ele riu
Dei um tapa nele de leve e descemos para tomar nosso café da manhã

Estavam todos reúnidos na mesa conversando,e então sentei do lado de Thiago de o Lu logo na minha frente,e comecei a comer em silêncio.
-Então-Meu pai começou a falar e todos o encararam atentos.-Sei que não é um bom momento,mais quero anunciar uma novidade.
-Amor-Tatiana olhou pra ele,parecia em dúvida se era ou não o momento certo.
-Eles vão ter que saber-Ele cochichou e então falou mais alto:
-Eu e Tatiana vamos nos casar.
No mesmo minuto eu engasguei com o suco que bebia.
-Vi,você tá bem?-Luan me olhou receioso
Tossi mais umas duas vezes e voltei a beber o suco.
-Violet?-Meu pai me encarou durante um momento.
-Estou bem-Disse por fim
Thiago e meu pai me encararam esperando minha reação,talvez minha raiva,inha fúria,mais nada veio naquele momento,e então,me lembrei de Bruna e tive vontade de rir.
-Então...-Paty me olhou com espectativa
-Já marcaram a data?-Falei por fim
Tatiana sorriu maternalmente para mim,e pela primeira vez em dias,percebi que ela seria uma boa segunda esposa para o meu pai.
-Ainda não,estávamos esperando para ver a reação de vocês-Ela não escondia o sorriso
-Por mim tudo bem
Sorri de volta,e dessa vez não era um sorriso forçado,era sincero,talvez,por começar a entender tudo que ela passou.
-Por mim também-Thiago falou feliz-Em breve seremos eu e você Paty-Ele jogou um beijo para ela que estava á sua frente da mesa.
Paty corou imediatamente.
-Ah não,meu Bebê casando já?-Protestei e todos soltaram uma risadinha.
Voltamos a comer em  meio a risadas,até o telefone tocar.
-Eu atendo!-Disse convicta.
Saí com o segundo copo de suco na boca,engolindo tudo de uma vez e quase me engasguei ao atender o telefone.
-Alô?
-Vi!-Will parecia feliz.
-Oiii!-Exclamei de forma exagerada.
-Então,queria combinar com você o horário no aeroporto na sexta.
-Ha...hum-Me lembrei que eu ainda não havia contado ao Lu sobre isso.
Seriam apenas semanas,porém,conhecendo-o bem...
-Espera um minuto,já te ligo-Disse mais baixo e desliguei o telefone.
-Violet,quem é?-Ouvi meu pai gritar.
-È Kate!-Menti,não queria que o Lu soubesse,não agora.
-Papo de mulherzinha á essa hora da manhã?-Thiago gritou de volta rindo
-Cala a boca!-Reclamei já subindo as escadas e entrando em meu quarto.
Peguei o celular,e liguei para Will rapidamente,ele atendeu no segundo toque.
-Oi Will,então,eu ainda não conversei co ninguém aqui sobre hum...passar uns dias em Nova York,mais o vôo sai ás 14:00,então podíamos nos encontrar naquela lanchonete ás 9:00.
-È,também acho isso,tomar um café da manhã naquela lanchonete com Kate...ah Kate!
-Vocês estão...?
-Sim-Ele riu
-AAH!MENTIRA!
Ele gargalhou do outro lado da linha.
-Pedi ela ontem a noite em namoro,e não dê outro grito,não quero ficar surdo.
Ri.
-Tudo bem,eu não vou gritar.
-Então..quando você pretende contar?
-Han...ainda não pensei.Sabe,a Mily anda com uns problemas e isso vem me atormentando faz um tempo,e bom,Luan e eu começamos bem,não quero brigar com ele por bobagem,sei que ele não vai querer deixar eu ir.
-Então você não vai falar nada?
-Vou,acho que hoje a noite,só tenho que criar coragem-Ri
-Tudo bem então,Kate!Han...Nos vemos depois Vi?Kate chegou,ela tá animadinha
-Ok-Ri-Até Nova York-Ri e desliguei.
Fui colocar o celular de volta ao criado mudo,quando dei de cara com um Luan me encarando super sério.
-Então você vai voltar pra Nova York?-Ele cuspiu.
Meu coração acelerou,minha boca ficou seca,e de repente,eu não sabia o que dizer.

0 Capítulo 33

MODO INTERATIVO AQUI

-Alô?-Atendi o celular e olhei para o céu pela janela do meu quarto.
Ainda era noite,e Luan estava em sono profundo me puxando para mais perto dele.
-Violet querida,desculpe te acordar essa hora,mas acho que você é a única que pode alcamar sua prima-Ana falava aflita ao telefone
-O que aconteceu dessa vez?-Quase gritei,mais tentei acalmar a voz,por conta do Luan,não queria acordá-lo.
-Eu não sei mais o que fazer...ela...-Tia Ana havia caído no choro.
-Violet!Será que você pode vir pra cá?-Peter havía pegado o telefone.
Podia imaginar tio Peter abraçando Ana fortemente,eles sempre foram muito apaixonados.
-Tudo bem,chego aí em alguns minutos.
-Obrigado.
Desliguei o celular,e fiquei alguns minutos encarando o Lu.
Passei a mão em seu rosto,e deslizei de seu abraço,que agora estava um pouco sufocante.
Prendi meu cabelo em um coque,coloquei uma calça jeans e calcei meu All Star.
Saí do quarto sem tentar fazer barulho nenhum,não queria acordar o Luan.
-Violet?-Quase gritei quando vi meu pai e Tatiana abraçados no sofá da sala.
-Oi!-Tentei ser simpática
-Onde você vai essa hora?-Ele perguntou confuso
-Ana ligou,pediu para eu ir,será que você pode me dar uma carona?Acho meio difícil ter táxi essa hora..
-Problemas com a Mily?-Tatiana perguntou.
Suspirei,eu teria que aguentar ela querendo ou não.
-È,parece que ela piorou,Ana não sabe mais o que fazer...
-Eu posso te levar,seu pai está cansado...
Meu pai me encarou esperando minha reação,mas eu não poderia esperar muito tempo,caso contrário,Mily poderia fazer uma loucura...nem quero imaginar.
-Claro-Concordei
Meu pai me olhou tipo "sério isso?",porém somente revirei os olhos enquanto Tatiana foi pegar as chaves do seu Mercedes.
-Tomem cuidado na estrada-Ele deu um beijo em Tatiana e depois um beijo em minha testa.
-São só 10 minutos,relaxa velho-Sorri
-Violet!
Dei uma risadinha.
-Ha,se o Lu acordar,pede desculpas á ele,não quis acordá-lo...
-Claro!
-Vamos?-Perguntei á Tatiana
-Claro-Ela sorriu e então fomos rumo á casa dos meus tios.

-Violet,que bom que você veio!-Minha tia me abraçou fortemente.
-Tatiana!-Escutei meu tio cumprimentá-la
-Então,cadê a Mily?-Perguntei tensa
-Tá lá em cima no quarto-Peter disse naquele tom calmo.
Subi sem ao menos falar com Roberta,Aline ou Paul,que pelo visto,já sabiam dos últimos acontecimentos.
Respirei fundo e entrei em seu quarto,ela estava escutando música em seu Ipad,e com toda certeza,estava no volume mais alto de todos.
-Camily?-Perguntei calma
Nada.
-Camily?-Tentei um pouco mais alto,porém ela encarava o teto e parecia não escutar,então me aproximei e tirei seus fones.
-Hey!-Ela reclamou
Sentei na sua cama e a encarei.
Ela continuou imóvel.
-Pode me dizer o que está acontecendo com você?
Tentei manter um tom calmo,porém ela continuou a me ignorar.
-Camily?-Me segurei para não berrar-Por que você se drogou?Pode me dar ao menos uma explicação?
-Que explicação Violet?-Ela se sentou-Você foi embora assim que sua mãe morreu,me deixou aqui praticamente sozinha,depois tentou fugir novamente pra Chicago quando viu que não aguentaria ver o seu amado com outra,e ainda quer que eu te dê uma explicação?Pra que?Eu fiz o mesmo que você,eu fugi!Tentei escapar dessa vida!Tentei recomeçar,porque não queria ver meus pais se separando.Não queria ficar longe do Gabe,que agora se mudou pra São Paulo.Mais aconteceu tá legal?Agora não vem VOCÊ me dizer o que é certo ou errado,porque você não sabe o que é isso!-Ela despejou tudo na minha cara.
-Òtimo!-Levantei furiosa e ofendida com suas palavras.
-Viu?Tá fugindo de novo!Por que você nunca aguenta a verdade não é mesmo Violet?-Ela riu irônica.
-ISSO NÃO É VERDADE!-Eu não queria gritar assim com ela,mais a raiva me dominou completamente.
-Ah não?Então como é?Me explica por favor!-Ela levantou sorrindo irônicamente pra mim,e aquilo me elouqueceu mais ainda.
-EU NÃO FUGI!VOCÊ SABE MUITO BEM DISSO!VOCÊ SABE TUDO QUE EU SENTI QUANDO ELA MORREU!VOCÊ DISSE QUE ENTENDIA,E REALMENTE,EU PENSEI QUE ME ENTENDESSE!-As lágrimas escorriam furiosamente pelo meu rosto.
-Violet!-Me seguraram pela cintura fortemente,e então,eu já não conseguia destinguir as formas no quarto.
-CHEGA CAMILY!-Era a voz do meu tio,eu acho.
-O que?Vai me bater agora?-Pude escutar sua risada.
-Tira a Violet daqui!
E então fui retirada dali,pelos braços de alguém.

-Você tá bem?-Eduardo me perguntou me dando um copo d'água.
Só agora consegui perceber que estava na sala,e todos me encaravam.
-Tô-Respondi um pouco baixo.
-Cadê a Tatiana?Quero ir pra casa!-Tentei me levantar.
-Ela foi conversar com a Camily
-A TATIANA?-Perguntei incrédula e tentei me levantar
Aline me puxou pro sofá com calma.
-Sua pressão acabou de cair,fica quieta ai!-Ela me advertiu

Minha pressão tinha caído, não sabia o porque, ela nunca foi de cair.
 Tinha que ir pra  casa, mais como se a Tatiana tinha indo conversa com a Mily?
Bom, tive que esperar durante um tempo, ate que não demorou muito a conversa delas.
Só não entendi, o porque que  a Mily veio com ela e na minha direção.
Ela me olhou
 -Vi, me desculpa? To todo errada e ainda me acho no direto de brigar com que quer me ajudar. Me desculpa?
Fiquei confusa.
- Sim , Mily eu te desculpo. Saiba que eu nunca foi brigar com você ,vou sempre querer te proteger.
Saímos em silêncio , quando cheguei no carro, resolvi puxar assunto com a Tatiana.
-Tatiana, porque você foi conversa com a  Mily, nada contra  você conversar com ela,só fiquei curiosa, porque ela saiu depois do quarto melhor...
Ela me olhou, confusa e surpresa ao mesmo tempo, mas me respondeu.
-Vi, quero que você saiba que eu ja passei pelo o que você passou, e pelo o  que a Mily esta passando, e quero que você saiba que eu não quero tomar o lugar de sua mãe.
Olhei pra ela, confusa.
-Como assim Tatiana, você perdeu a sua mãe e se envolveu com droga? -Ela me olhou por um tempo.
-Vi, não quero ser grossa com você, mas não quero entrar em detalhes. Só quero que saiba, que esse é o caminho do que você tirou conclusão . Quero ser  a sua amiga, saiba apenas disso.
Fomos em silêncio a te a minha casa,quando chegamos, encontrei o Lu, ainda dormindo feito um anjo, me troquei e fui me aninhar nos braços do Luan.

2 ATENÇÃO!!

Devido a falta de tempo para escrever,não sei se postarei a fanfic todos os dias essa semana,então por favor  não briguem comigo em?Rs.
Espero que vocês estejam gostando,e bom,fiz um vídeo para distrair vocês da música "Te esperando" espero que gostem!

0 Capítulo 32


MODO INTERATIVO AQUI
Um mês depois...

Luan estava em turnê,e faltava apenas dois dias para que eu retornasse para New York,porém,não comentei nada,não queria causar problemas,afinal,nossa relação estava indo tão bem,que eu tinha medo de estragar tudo.
Após me espreguiçar,me levantei de desci de pijama mesmo,indo em direção á cozinha.
-Tem certeza que ela não está aqui?-Reconheci a voz
-Não,Violet teria avisado.
-Ed,talvez ela realmente não esteja aqui-Roberta comentou,e então e saí em disparada para a cozinha.
-Quem não está aqui?-Perguntei erguendo as sobrancelhas e encarando Eduardo,o irmão mais velho de Mily.
-Violet!-Minha tia Ana,veio desesperada me abraçar.
-O que houve?-Sussurrei em seu ouvido,mais ela não se deu o trabalho de responder,somente chorou.
Peter puxou ela com carinho para seus braços,enquanto ela limpou as lágrimas com as costas das mãos.
-Viemos saber se você não sabe do paradeiro de Camily,ela sumiu ontem de noite,não achamos em lugar nenhum.-Meu tio parecia se sentir culpado.
Olhei com os olhos arregalados para o meu pai,que parecia desconfiar de algo,de mim?Não!Eu realmente não sabia de nada.
Suspirei.
-Não,ela não fala comigo desde...-Comecei a massagear minhas têmporas-Nossa,já faz muito tempo,acho que desde o mês passado que não nos falamos-Confessei me sentindo culpada por isso-Mais ela não deixou nenhuma pista?Um bilhete?Já tentaram ligar pro celular dela?-Perguntei exasperada.
-Não,ela não deixou nada-Minha tia finalmente falou
Eles então começaram a falar sobre os possíveis lugares onde Camily poderia estar,até que discretamente,Ed fez sinal pra mim,e eu o segui até á sala.
Nos sentamos no sofá,e ele me puxou para um abraço.
-Você sabe de alguma coisa,não sabe?-Perguntei calmamente
-Não,sim...Eu não sei-Ele suspirou-Eu consegui rastrear seu cartão de crédito,e estou indo atrás dela,mas...
-Mas...?-Insentivei
-Tenho medo do que posso encontrar.Ela tem andado com pessoas estranhas,desde de que o assunto sobre...
-A separação?Ah não!Então é por isso!-Eu já ia me levantar,quando Ed me puxou com calma para de vola pro sofá.
-Ela te contou?-Ele perguntou surpreso.
-Ela só comentou,mais não entrou muito no assunto-Falei aérea.
-Eu poderia ter evitado...
-Não!Claro que não!As pessoas se separam e isso não é culpa sua-Olhei pra ele séria.
-Preciso encontrá-la.-Ele disse depois de alguns minutos
-E nós vamos!-Disse convicta-Vou trocar de roupa,e vamos no endereço que você conseguiu rastreando o cartão dela,ela não deve ter ido muito longe.
-Tudo bem,eu te espero no carro...è melhor não cometarmos com...
-Claro,claro-Pisquei e subi para trocar de roupa.


Já estávamos rodando pelas ruas frias do Rio há algum tempo,até que finalmente a vi.
-Eduardo!-Dei um grito agudo dentro do carro.-Para o carro!-Falei mais calma.
Ele parou imediatamente,ignorando a placa de 'Proibido estacionar'
-Ali,é ela,certeza!-Agora Camily estava um pouco distante,havia acabado de sair de uma oficina de motos.O que ela estava fazendo ali afinal?
-Droga!È ela mesma!-Ele murmurou,e já ia sair do carro
-Deixa que eu vou!
Saí imediatamente do carro,e corri um pouco para alcançá-la.
Gritei ela, só que ela não olhou para tras, então eu puxei o seu braço.
Tomei um susto, ela estava diferente, parecia não ser ela ali naquele corpo.
Então foi quando percebi que ela estava usando droga, não consegui acreditar no inicio.
 - Milly, o que ta acontecendo com você, porque você está aqui? -Falei encarando ela.
Ela me olhou de um jeito...
 - Quem é voce ? Me solta !
Mas continuei a segurar o seu braço, ela estava fora de si. Quando o Eduardo apareceu, do nada, pegando ela no colo, a  e levando a força pro carro.
Eu fui, no banco de tras, com ela gritando.
- Me solta! Eu não conheço vocês.
 Ela fazia tanta força, que me  machucou.
 Ate que chegamos na casa dela.

 Tia Ana, quando ha viu, sentiu um alivio tão grande, que pude ver nos olhos dela. Levei ela pro quarto, onde eu  ajudei a Tia Ana a dar um banho nela, e depois botar ela pra dormi, porque no dia seguinte eles iriam ter uma longa conversa.
Sai, do quarto dela e  fui direto pra sala, onde eu tomei um susto, como ele estava ali?
-Vi, como voce está?- Ele perguntou aflito.
-To bem. -Falei passando a mão no rosto dele, tentando acalma-lo.
-Vi, minha branquinha, você ta bem mesmo?Vou te levar pra casa.

Me despedi, de todos, e sai com o o Lu. Ele saiu me levando, me segurando pela cintura, e  eu com a a cabeça em seu peito, estava muito cansada .
Chegamos ate o carro, onde fomos pra minha casa, fui ate la, com a cabeça em seu ombro. Quando chegamos em casa, falei com o meu pai tudo o que aconteceu, onde a achamos.
 Fui direto pro meu quarto, com o Luan, eu estava louca por um banho.
 Lu, ficou no meu quarto, fui direto pro banheiro.
Quando sai, estava coma  toalha na cabeça, olhei para ele, com ele parecia um sonho ali deitado na  minha cama.
Ele abriu os braços, me chamando para eles, onde eu fui imediatamente , ele me abraçou muito forte  e me deu um beijo, de tirar o folego.
Fiquei ali, nos braços dele, sentindo o cheiro dele.
Dormimos, juntos esta noite, agarrados, aparecia que eu não tinha problemas envolvida nos braços dele.
E assim passamos a  noite.

0 Capítulo 31


MODO INTERATIVO AQUI

-COMO ASSIM ELA SE FOI?-Sem querer,eu gritei com o meu futuro sogro,ou nem isso ele poderia ser mais?
-Eu não sei-Ele disse calmo,porém o desespero se passava em seu olhar-Talvez foi por minha causa...
-Não,foi por mim,ela não compreendeu que eu não queria tirar o lugar de sua mãe-Tatiana disse calma abraçando Cecílio por trás.
-Não foi culpa de ninguém...Argh!O celular só caiu na caixa postal.
-Eu não vou mais esperar aqui!Thiago,você tem algum casaco de capus?-Perguntei
-Tenho...-Ele pareceu confuso,mais foi buscar.
Vesti o casaco cinza,e fui em direção ao aeroporto com Thiago no volante.
Quando chegamos,ele não me deixou descer.
-Cara,ela é...
-Eu sei Luan!Eu já sei de tudo!E ao invés de ficar bravo por você ter transado com a minha irmã,eu estou tentando esquecer isso,porque eu sei pelo menos que você a ama,agora fica no carro,não vai ser legal causar tumulto no aeroporto agora,precisamos achá-la!-E então,ele se foi.
Nossa,esse era o imão da Violet?
Nada de ciúmes?
Eu poderia me acostumar com isso fácil,mais agora,tudo que eu queria saber era dela...
-E aí cara?-Ele voltou depois de algumas horas,ou minutos,a verdade era que o tempo demorava a passar sem ela do meu lado.
-O vôo saiu mais cedo,antes da tempestade,perdemos ela-Ele disse,e parecia decepcionado.
-QUE DROGA!
Ele dirigiu para casa novamente,e eu segui em silêncio,pensando em todos os momentos especiais que passei com ela.

Thiago estacionou o carro na garagem,e seguimos em silêncio em direção á porta dos fundos,que dava para a cozinha.
-Pai,desculpa,eu sei que...
-VOCÊ ULTRAPASSOU OS LIMITES VIOLET!-Ouvi meu futuro sogro suspirar-Mais dessa vez passa!A eternidade de castigo,pode ter certeza!
Ouvi sua risada.
Entrei com tudo na cozinha,só então percebendo que Thiago já havía entrado,e percebi que não era mais uma ilusão,era ela,ali,segura e sorridente,mais com uma cara de exausta.
-Vou deixar vocês conversarem-Cecílio nos deu privacidade,e saiu com Tatiana.
-Estou de olho nos dois!-Thiago riu,deu um beijo em sua bochecha e saiu.

Violet POV
-O que você tá fazendo aqui?-Perguntei confusa.
-Não importa!-Ele se aproximou,e inesperadamente me beijou apaixonadamente.
Entrelacei meus desdos em seu cabelo,agora molhado por conta da chuva,e então,deixei as lágrimas rolarem junto com o beijo.
-Tem ideia do quanto eu fiquei preocupado?Do quanto pensei no pior quando o seu suposto voô tinha partido no meio dessa tempestade?De como pensei que nunca mais fosse te ver?Você tem ideia disso Violet?-E então,ele me deu mais um beijo de tirar o fôlego.
-Mais e a...
-Nós terminamos,ontem a noite,e ela quem me mandou aqui,devo isso á ela-Ele falou de modo sincero.-Senti tanto sua falta-E voltou a colar os lábios nos meus,depois nos abraçamos,e ficamos assim por um tempo.
-Você precisa de roupas quentes-Ri,ele estava ensopado.
-A culpada é você por tudo isso,se eu pegar um resfriado,vou falar para a sua sogra de quem foi a culpa...
-Sogra?-Perguntei incrédula
-Vi-Ele segurou meu rosto entre suas mãos-Eu não quero que você seja apenas mais uma,nunca quis,desde Nova York.Eu quero que você seja minha.Eu quero ser seu.Quero que sejamos apenas um.
-Lu...
-Shhh,eu quero você!-Ele falou baixinho,colando sua testa na minha e olhando no fundo dos meus olhos.
Dessa vez,eu roubei o beijo dele.
-Tudo bem,mais vamos com calma,pode ser?
Ele assentiu me dando um selinho.
-Agora vamos,vou pegar com o Bebê umas roupas limpas e secas,você vai embora...
-Só amanhã de noite,dia de folga...Eu ia á uma balada em São Paulo,mais prefiro ficar aqui,com você.
Sorri em resposta,aquilo podia ser um sonho não?NÃO!Era realidade,mais eu ainda não acreditava nela.

Lu conversou com meu pai,e foi fato que ele liberou o namoro,na verdade,acho que eles já haviam tido algum tipo de conversa antes...
Saí do banheiro e me deparei com aquela cena assustada,Luan pulou de susto quando me viu,e colocou o quadro no lugar.
Eu ri de sua atitude e fui me sentar com ele na cama,depois peguei o porta retrato de novo.
-Pode ver-Ri lhe dando.
-È sua mãe?

Foto
-Sim-Sorri
-Você sente falta dela não é?-Ele alisou meu rosto,colocando a foto no lugar e se ajeitando na cama,de modo que eu ficasse em seu colo.
-O tempo todo,mais já se fazem anos...Tenho medo de esquecê-la-Confessei-È por isso que não vou muito com a Tatiana,mais agora ela começou a me parecer uma pessoa legal-Suspirei.
-Ela se preocupou com você hoje mais cedo,ficou se culpando o tempo todo,você tinha que ter visto-Ele disse calmo
Suspirei.
-Talvez ela realmente seja a mulher certa para o meu pai-Virei de frente para ele,que me puxou para seu peito e acariciou meus cabelos.
-Dê uma chance...
-Irei pensar nisso-Bocejei fazendo com que ele soltasseuma gargalhada.
-Foi um dia cansativo,você deve estar cansada.
-Não quero dormir-Fiz bico
-Por que não?-Ele me perguntou
-Porque tenho medo de que tudo seja apenas um sonho-Confessei
Inesperadamente ele me beijou.
Agarrei seus cabelos e franzi a testa em meio ao beijo,até que ele se afastou,me deixando sem fôlego.
-Pode ter certeza que eu estarei aqui quando você acordar-Ele sorriu daquele jeito angelical que eu amava.-Agora durma minha pequena Violet.
E então,ele começou a acariciar meus cabelos,fazendo algum tipo de cafuné,e sussurrando uma música desconhecida,acho que era alguma composição nova,até que eu finalmente adormeci,depois de um dia exausto.

1 Capítulo 30


MODO INTERATIVO AQUI
-Desculpe,mais tudo que eu queria era que Violet se formasse,esse era seu sonho,e agora quero curtir minha filha por perto,acho que ela conseguirá alguma coisa aqui no Brasil.
-Entendo,mais vocês ainda tem muito para pensar,eu lhe dou duas semanas Violet,agora se me dão licença-Sr.Martins falou
-Claro-Tentei sorrir-Pai!-Gemi assim que o presidente da companhia de Chicago saiu de nossa visão
-Sem discutir hoje,por favor?-Assenti,não estava em clima de brigas-Bom,seus amigos vão para a pizzaria e depois uma boate comemorar com você,eu vou até a pizzaria,e depois você volta com...
-Eu levo Cecílio-Will falou
-Ok
-Vou trocar de roupa,encontro vocês na saída!
-Tudo bem,dez minutos!-Ele ordenou
Segui ao camarim e troquei de roupa,colocando uma saia de paetês pretos,com uma blusa um pouco transparente branca e saltos,depois peguei minhas coisas e fui ao estacionamento,encontrá-los.

A pizzaria foi animada,e até consegui me aproximar um pouco de Tatiana,mesmo não gostando dela ainda.
Depois,os 'jovens' seguiram para a boate ali perto.
Me sentei assim que chegamos,estava um pouco cansada.
-Vou dançar,vamos Vi?-Kate pediu animada
-Ha...vai indo,eu já vou,só vou repor as energias-Falei calma
-Tudo bem,vamos Bru?-Kate pediu
-Claro!-Ela sorriu animada e lá foram as duas.
-Vou pegar bebida,quer alguma coisa Vi?
-Aqui não tem 'sexo na praia'?-Perguntei de repente,Luan me olhou rindo-Idiota,é uma bebida!Argh!Trás uma Ice mesmo Will.
-Tudo bem-Ele deu uma risadinha e saiu.
-Bom,vou no banheiro,já venho!-Ele me deu um beijo na bochecha e foi.
Ficou somente Jade e eu na mesa,esperando eles voltarem.
-Violet,eu sei que você não quer tocar no assunto,mais...-Ela parecia medir as palavras-Olha,vou ser direta está bem?
Concordei com a cabeça,sem entender do que ela falava.
-Eu estou deixando o Luan livre pra você.Vai ser melhor assim,afinal,se eu não fizer isso,vocês vão continuar escondendo o que sentem um pelo outro,e bom...Eu o quero feliz.
-Jade...-Tentei protestar
-Eu vou ficar bem,acredite,será melhor assim-Ela segurou minha mão que estava em cima da mesa.
-Voltei-Will me deu minha Ice.
Eu bebi tudo em quase um gole só,e depois segui para a pista de dança,dançando como nunca.

No dia seguinte,quando meu pai já havía saído para trabalhar,e Thiago tinha ido para a casa dos meus tios,eu escrevi um bilhete e o deixei em cima da mesa de centro da sala,depois,peguei minha mochila já pronta,e fui em direção ao aeroporto.
Já havía conversado com um dos responsáveis pela Companhia de Chicago,e seria melhor assim,longe do Luan,acho.
Quando cheguei no aeroporto,começou a trovejar,e eu rezei,para que o vôo não fosse cancelado.

Luan POV

-Então é isso,a gente está terminando?-Encarei ela seriamente.
-Luan,analise os fatos!Eu gosto de você,de mais,porém,sei que tem uma química entre você e ela que eu não sei explicar.Talvez o amor que vocês sintam um pelo outro é maior do que meu amor entre eu e você.-Ela suspirou-Sinto muito,mais é melhor assim.
Abracei-a fortemente já emocionado,nunca pensei que ela fosse ceder,e tinha medo de maguá-la de mais.
-Obrigado!Juro que eu tentei,mais...
-È mais forte do que você?Eu sei,percebo isso!Vai lá!Se declara pra ela,é só isso que ela está esperando,eu tenho certeza!-Ela sorriu
-Não sei como te agradecer Jadoca
Ela riu
-Não precisa,agora vai,aproveita que você está mais próximo do Rio.
Dei um beijo em seu rosto e saí a procura do Rober,ele me aobertaria para que eu fosse até o Rio.


1 Capítulo 29


MODO INTERATIVO AQUI
No dia seguinte,Luan tinha uma entrevista no programa Mais Você,então ele acordou cedo,e se despediu me dando um beijo na testa,pensando que eu ainda estava dormindo,quando na verdade estava acordada e confusa,pensando em tudo que havia acontecido.
Eu novamente tinha me entregado para ele de corpo e alma,mais ainda me sentia culpada.Por quê?
Talvez porque ele ainda estivesse com a Jade...
Assim que ele saiu,catei minhas roupas e vesti rapidamente.
Prendi meu cabelo de qualquer jeito e peguei minha bolsa,depois saí em disparada para casa.
Chorei dentro do táxi,era melhor do que em casa,assim ninguém saberia o que havia acontecido,eu acho.O taxista e encarou como se eu fosse louca,mais talvez eu fosse,louca de amor por aquele homem,que eu acompanhei desde menino...

Os dias se passaram rápido,e eu rejeitei Luan ao máximo.
Thiago,que estava de folga no trabalho,o que era bastante comum,sempre tentava arrumar um jeito de entrar no assunto,mais eu desviava.
Tatiana aparecia com frequência aqui,mais eu continuava tratando-a da mesma forma,evitando-a ao máximo.

Após meu pai ter me deixado no portão dos fundos do teatro,ele seguiu com Tatiana para o estacionamento,e eu fui em direção ao camarim,que infelizmente,dividiria com as outras meninas.
-Vi!-Kate exclamou quando meu viu,me dando um abraço-Que cara é essa?Você parece péssima!
-Só nervosismo,eu acho-Murmurei
-Tudo bem,coloque a roupa,eu vou te ajudar com a maquiagem,acho que um delineado iria ficar bem...
-Tanto faz-Dei de ombros.
Coloquei o meu primeiro look,que seria da dança solo de ballet clássico,e depois,Kate me ajudou com o penteado e a maquiagem.
Fiquei impaciente aguardando minha vez,e finalmente me liberaram,então me dirigi em direção ao palco.

As cortinas ainda estavam fechadas,e minha respiração ofegante,até que elas se abriram,e a música tomou conta do ambiente,e eu encarei o público e o vi.
Comecei os passos da dança com o coração na mão,e minha consiência insistia em querer saber o que ele estava fazendo ali.
Deixei a música me levar,e de repente,eu já estava na última dança em grupo,com Kate e Will,ah como adorava dançar com eles!
Depois que todas as apresentações acabaram,fomos unidos para o centro do palco,e o público aplaudiu por certa de dois minutos inteiros de pé.
Saí satisfeita,e super feliz.
Fui para o meio do 'povão' falar com meu pai,Bebê e Paty,mais de qualquer maneira,seria obrigada a falar com Tatiana,Marizete,Amarildo,Jade,Bruna e ele!Luan!Ah,o que eles estavam fazendo aqui?
Fui em direção deles na ponta dos pés,já que não havia tirado as sapatilhas de ponta ainda,vi Thiago rindo de mim,ha como ele era debochado!
-Violet!-Meu pai exclamou sorridente ao me ver.
-Oii!-Sorri feliz por ele estar ali.
Eu sempre me sentia melhor quando ele e Thiago assistiam minhas apresentações,afinal,eles faziam parte de tudo isso,eles que me incentivaram a continuar,desde sempre.
-Parabéns,você foi a melhor no palco hoje.
-Pai!-Gemi-Sempre exagerado!-Revirei os olhos
-Vem cá boneca,quero te dar um abraço!
Me soltei do meu pai e fui para os braços do Thiago,correndo feito uma bailarina,ele me pegou no momento certo,me erguendo no ar,e depois me colocando no chão e me abraçando fortemente.
-Mandou bem,com certeza vai ganhar a medalha!
-Não é medalha,é uma vaga para ser representante da Juliard no ano que vem-Revirei os olhos-Também disseram que terá vaga pra Chicago.
-Você vai ganhar uma das duas,tenho certeza!
-Agora solta minha cunhada,quero falar com ela?-Paty o encarou séria
-Claro,toda sua!-Thiago ergueu os braços se rendendo,eu ri.
-Ha,parabéns cunha-linda!-Ela me abraçou
-Obrigada!-Sorri.
-Violet!-Tatiana chegou com dois copos de Coca cola nas mãos,um ofereceu ao meu pai,que aceitou de bom grado.
-Oi-Sorri,tentando não transparecer a decepção de vê-la com ele.
-Parabéns,você é uma ótima bailarina,tenho certeza que vai garantir sua vaga-Ela piscou pra mim depois de me soltar de um abraço
-Obrigada.
-Não tá me vendo aqui não é?-Bruna fez bico
-Desculpa-Falei com sinceridade e a abracei-Nem me avisou que vinha,se eu soubesse tinha pedido sua ajuda com a maquiagem!-Reclamei
-Foi de última hora-Ela riu e me soltou
-Parabéns querida!-Mari foi a próxima a me parabenizar,seguida por Amarildo.
-Violet!-Jade,que agora estava um pouco mais alta do que eu,por conta do salto me abraçou sorridente e sincera,ela parecia gostar de mim,mesmo desconfiando de alguma coisa entre mim e Luan.
-Pequeninha!-Luan sorriu ao me ver.
Revirei os olhos.
-Falou o altão!-Todos riram,e então ele me deu um abraço de urso.
-Violet!Han...desculpa interromper,mais será que você pode vir aqui um minuto?È importante-Will chegou afobado.
-Claro-Me soltei do Luan e voltei a andar nas pontas dos pés,com Will me segurando pela cintura.
-Violet,este é o presidente da companhia de Chicago,Sr.Martins
-Olá-Sorri simpática.
-Oi,Sra.Chavez sim?
-Isso mesmo-Sorri
-Ouvi falarem muito de você,e eu e o comitê de Chiago tomamos a decisão de última hora,e decidimos escolher você para representar no ano que vem.
Sorri,era tudo que eu queria,ou não.
Eu me sentia confusa de mais,por que?
-Ela não vai!-Meu pai apareceu não sei da onde,e eu e Will o encaramos incrédulos.

0 Capítulo 28


MODO INTERATIVO AQUI
Agora , eu sabia que não podia mais evitá-lo, sabia , que tinha que falar com ele, não só por mim, mais também pela Jade, ela não merecia passar por aquilo, então resolvi, ligar pro Luan. O celular tocou apenas duas vezes.
Ele atendeu, imediatamente,parecia curioso.
-Vi, ta tudo bem o que aconteceu, porque você nunca me liga?"
Parei , respirei.
 -Luan, a gente precisa conversar, sério, é sobre a Jade.
-Tudo bem,amanhã irei no Rio, quando eu chegar e tiver tudo calmo ,a  gente se encontra. Esperei um momento
 -Tudo bem , ate amanhã .
Desliguei o telefone, fui tomar um banho, e depois, deitei na minha cama, pensando , no que eu tinha que dizer ao Luan e como iria dizer. Ate que peguei no sono, e dormi feioto uma anjo
No dia seguinte, acordei segui toda rotina da manha, só que me dei conta que não tinha nada pra fazer a tarde, afinal era domingo, então resolvi, ver Tv, uma coisa que eu não fazia faz tempo, resolvi ver um filme.
Acabei dormindo,até que do nada o meu celular, tocou, eu a tendi meio sonolenta.
Era o Luan,ele falou meio nervoso.
 - Vi, sou eu Luan, to no Rio, ja ta tudo calma, to no hotel, no mesmo hotel de sempre, posso pedir pro Rober ir te buscar?
Fiquei  em silencio durante um tempo, pensando na resposta
- Pode.
- Tudo bem daquii a meia hora ele ta a meia hora ele, vai estar ai, te pegando
Desliguei o telefone, e fui direto pro meu quarto, me arrumar, não sabia que roupa botar. Acabei botando, uma calça jeans , e uma blusa nadador, com uma sapatinha, e uma bolsa de lado, fiz um coque, passei um delineador, e gloss, e estava pronta.
Fiquei esperando o Rober, ele chegou dentro de  meia hora.
Desci, e entrei no carro, seguimos em silencio, quando chegou la, ele só olhou pra mim.
- O Luan, ta te esperando no quarto dele, não vou subir com você não.
Ele foi comigo ate o elevador, e apertou o botão do oitavo andar, e saiu, subi, com um frio na barriga, estava passando um filme na  minha cabeça, lembrei daquela noite, onde tudo foi um sonho, a melhor noite e ao mesmo tempo a mesmo tempo a  pior noite da minha vida. O elevador parou, tomei um susto, estava tão distraída com os meus pensamentos, quando a porta do elevador abriu, la estava ele, parado, tão lindo.
Ele me olhou e abriu aquele sorriso maravilhoso de me tirar o fôlego .
 Fui em direção a ele, abracei ele, foi tão bom, ele retribui de uma jeito, parecia que se sentia, aliviado por me ter ali nos braços dele, por esse momento foi tão bom, ate que me afastei dele. -Luan, a gente precisa conversa e sério.
Ele me olhou confuso.
-Tudo bem Vi. O que aconteceu? você esta diferente .
-Luan, vamos para o quarto la a gente conversa.
-Tudo bem, vamos la.
Andamos, em silêncio, o quarto dele era o terceiro, do corredor. Ele abriu a porta, eu entrei.
-Senta. Ele gesticulou, pro sofá .
Me sentei, respirei fundo e olhei pra ele.
-Luan, não dá mais... a Jade já esta percebendo, não ela ja percebeu tudo. Não da pra continuar assim, não quero que magoe a  Jade ela não merece , ela te ama, te quer bem. Isso não é certo. Você tem que se afastar de  mim, chega não da mais.
- Vi, ta louca se afastar de  mim? não faz isso
-Luan, é preciso, a Jade ta se magoando e isso não é justo. Ele me olhou, confuso.
-Vi, eu gosto de você, quero ficar do seu lado, só que não sei, se sou correspondido. Nos últimos meses, você tem me evitado. Sei que te magoei, mas saiba que não tive a intenção.
Fiquei sem reação, naquele momento, ele estava se declarando pra mim, oque eu iria fazer ?Tinha que parar com aquilo, mas não sabia como.
-Luan, não da mais, assim todos nos vamos continuar se machucando.
Me levantei e sai, indo direto pra porta, mas senti as mãos dele no meu braço , me segurando.
- Vi, não faz isso, eu te amo, não faz isso, eu to te pedindo.
Olhei pra ele, chorando.
-Luan, não é o certo.
-É certo sim, eu te amo e você me ama.
Naquele momento não tinha mais nada a dizer, ele me beijou, e eu retribui, não tinha mas como lutar contra aquilo era mais forte que nos dois. Então eu entrelacei os meus dedos em seu cabelo, puxando ele para mais perto de mim, ele beijou o meu pescoço, e depois a minha boca. Não tinha como não resistir, só sei que, ele me amava eu eu também o amava. E assim, foi a nossa noite.

3 FANFIC'S + CAIXA DE COMENTÁRIOS

Então meus amores,como vocês sabem,algumas fanfic já foram postadas,porém,tive alguns problemas com os sites em que elas estavam postadas e comecei a postá-las novamente no Tumblr.Com isso,resolvi por uma caixinha de comentários lá igual á essa:
Para comentar,é muito simples,basta você escrever o comentário,nome e seu e-mail e clicar em enviar,logo,seu comentário será exibido ali.
PS: Eu não irei excluir críticas,xingamentos nem nada,mais espero que não tenham néh?rs

MUDANDO DE ASSUNTO...
Então,eu mexi esses dias nem algumas fanfics antigas,e estou postando tudo aos pouquinho,mais vou deixar a Sinopse e link de algumas que já postei caso vocês queiram ler ;)

Sinopse:

Priscila tinha 16 anos era uma garota hiper rebelde,mais ninguém entendia o seu verdadeiro motivo de ser assim,até ela conhecer a pessoa que muda sua vida por completo,Luan,será amor ou amizade?

Sinopse:

Uma garota que tinha uma vida normal e mudou completamente quando se apaixonou.
Julia odiava o Luan,mais será realmente isso era somente ódio?Será que existia outro sentimento além disso?
Descubram lendo a nova Fanfic : Òdio vs Amor 
Sinopse: Julia corre um grande risco de vida,e agora entra uma pessoa muito especial em sua vida.
Ainda apaixonada pelo Luan,a garota tenta esconder seus sentimentos,será que ela consegue?Será que finalmente eles ficam juntos?

                                                                      Link


Primeira fanfic interativa.
Sinopse:  era uma menina muito dedicada á duas coisas que mais amava no mundo: Ballet Clássio e ser fã do ,porém,mesmo com um de seus sonhos realizados,ela queria realizar outro,abraçar o seu ídolo,mais a distância,o tempo e o destino,pareciam a impedir disso,até ela que ela recebe duas notícias que podem mudar sua vida.

 IMPORTANTE


Se você tiver uma fanfic que queira postá-la aqui,entre em contato conosco pelo Facebook ou através do e-mail: lidyane_oliveira@r7.com.
Sua fanfic será avaliada e postada no Blog ;)

0 Capítulo 27


MODO INTERATIVO AQUI
Nossa como o tempo passa rápido,já estávamos na semana da minha apresentação e os ensaios estavam dobrados,o que ,me fazia feliz,pois assim eu não ocupava meu tempo pensando na Tatiana e sua voz irritante e nem no Luan e sua namorada.
Fui no carro com meu irmão e a Paty super nervosa,não entendia porque me sentia assim,mais não conseguia ficar quieta de maneira nenhuma.
Quando chegamos no local do show,Luan já estava quase pronto para subir no palco,e sorriu quando me viu.
Veio em minha direção e me deu um abraço forte.
Estranhei mais retribuí.
-Manda vê-Sussurrei rindo para ele
Ele deu aquela gargalhada gostosa,piscou para mim e foi para cima do palco.
-E aí Rio?-Gritou
Fiquei na lateral com Rober,Dag,meu irmão e a namorada,e Jade observando o show.
-Então,você e o Luan são muito amigos não é?-Jade perguntou de repente.
Notei que nós duas estávamos mais afastadas do palco e dos outros.
-Sim,nos conhecemos por acaso.
-Ele vive falando de você-Ela riu
-Sério?-Perguntei surpresa
-Sim,e também percebo que há alguma coisa entre vocês-Ela jogou verde.
-Nã-não -Gaguejei
-Ha qual é Violet,está na cara,vocês se gostam!-Ela incentivou.
Depois de um longo suspiro,ela decidiu falar:
-Olha,se vocês realmente tiverem alguma coisa,vão em frente,só me avisem antes para que eu não quebre a cara.Eu quero vê o Luan feliz e você também,sei disso,ele me contou que você é fã...
-Jade,não sou contra o namoro de vocês-Interferi
-Sei que não é,só estou dizendo,que se vocês quiserem algum dia ter algo mais que a amizade,eu deixo o caminho livre.
-Violet,vem!-Thiago saiu me puxando para perto dele.
Se a Jade, já sabia de tudo? Tantas perguntas, e poucas respostas.

0 Capítulo 26


MODO INTERATIVO AQUI
Mesmo eu tentando evitá-lo a semana inteira,estava meio impossível,afinal,Luan havia se tornado meu melhor amigo,e mesmo rolando um clima entre a gente,sempre conversávamos numa boa.
Passei a semana inteira na casa dos meus tios,Peter e Ana,que eram uns amores em pessoa e me tratavam como a quarta filha,já que eles tinham três filhos,dois por sinal casados,Ed e Aline.
No final do dia,fui caminhando até a casa dos meus tios,tudo porque meu motorista particular havía tido algum problema para resolver,então,tive a surpresa quando dei de cara com meu pai parado na porta da sala.
Gelei no mesmo momento e engoli em seco.
-Se arruma,vamos para casa-Ele alertou.
-Eu não...
-Violet,por favor,não quero discutir,somente faça isso por mim,precisamos ter uma conversa,e seu irmão chega de viagem hoje,ele vai ficar até o final do mês,veio te ver dançar-Ele sorriu amarelo
-Tudo bem,vou pegar minhas coisas-Suspirei,não queriadiscutir outra vez com ele.
-Ok,vou te esperar no carro-Assenti,e subi para o quarto de Mily.
Peguei minha pequena mochila,e joguei tudo que era meu ali dentro,depois desci com a mochila nas costas.
-Se você quiser,posso pedir para ficar-Minha tia Ana disse com doçura.
-Não,eu vou numa boa,um dia iria ter que voltar para casa-Ri sem humor.
-Se cuide Violet!Volte a hora que quiser-Peter me abraçou.
-Eu aviso Mily que você teve que ir,ela está no banho-Minha tia falou respondendo meus pensamentos.
-Tudo bem,amo vocês-Dei um abraço rápido nos dois e corri para o carro.

Quando , entrei dentro do carro, estava uma silêncio , mais esse não era o selencio normal.
Chegamos em poucos minutos,e eu queria subir para meu quarto,mais fui 'impedida' pelo meu pai.
-Às nove teremos um jantar em família,Thiago está no quarto,eu acho,ou foi buscar Patrícia-Ele avisou.
Olhei, pra ele, assenti , e subi as escadas, não falei nada, pois o clima ainda não era o dos melhores
Entrei no meu quarto, bati a porta,e  peguei o meu not.
Olhei, pra ele, assenti , e subi as escadas, não falei nada, pois o clima ainda não era o dos melhores
Entrei no meu quarto, bati a porta,e  peguei o meu not.
Abri o Twitter, pra ver, o que as negas estavam fazendo.
Derrepente, vi que tinha uma DM para mim.
Fui olha, e tomei um susto, era do Luan.

Como ele sabia que esse era o meu Twitter, isso não sei, mais fui olhar e nela dizia assim:
" Violet, não esqueci de voce, ainda quero a sua resposta, desculpa anda tudo muito corrido. Embreve , irei pro Rj e quero te ver."
Preferi não responder.
Havia muitos problemas agora na minha cabeça,e já eram quase oito da noite.
Levantei preguiçosamente da cama e peguei um vestido preto básico com babados bem no final e um scarpin,depois peguei minhas peças íntimas e fui para o banheiro tomar um banho.
Fiz uma make super básica,somente com uma sombra clarinha,delineador,rímel e lápis de olho,colocando um batom nude,depois enrolei alguns minutos no quarto,e quando fui abrir a porta levei um susto.
Thiago estava parado bem na portar com Patrícia do seu lado.
-O que está fazendo aqui?-Perguntei ainda assustada.
-Quero conversar com você,antes que cometa uma loucura essa noite-Ele riu
Revirei os olhos.
-Eu não vou fazer nada,prometo,agora vamos!-Disse decidida
Ele me olhou torto, mais disse firme :
 -Mais tarde , a gente conversa.
Bufei e desci as escadas,com ele e Paty logo atrás de mim.
A "Substitutagalinha' estava conversando com meu pai tomando uma taça de vinho,e tive a surpresa de encontrar meus tios e Mily ali também,foi isso , que me deixou mais confortavel.
Olhei, para todos, falei com todos, mais foi mais dificil, fala com ela, mais falei.
Mily me puxou pelo braço e fomos para a cozinha,me senti bem melhor assim.
-Você não sabe o que aconteceu!-Ela disse de um jeito desesperado.
-O que houve?-Perguntei,as sobrancelhas se unindo.
-Meus pais,escutei uma conversa deles super estranha,acho que vão se separar-Ela disse tristonha.
-Você deve estar brincando,Ana e Peter se separando?Não mesmo!-Ri
Fiquei , pasma com isso,mais falei tentando conforta ela;
-Naõ deve ser nada disso, você pode ter escutado errado, Tenha calma.
Ficamos, em silêncio, pensando, quando o meu irmão veio ate a cozinha, e nos chamou pra sentar na mesa.
Então ele me pediu:
- Vi, seja, mais compreensiva, não faça julgamento errado. Não , por ela, e sim pelo nosso pai, pelo o que resta da  nossa família
-Tá,eu vou tentar,prometo-Ele me deu um beijo na bochecha e fomos nos sentar.
Meu pai havia feito lasanha de frango como prato de entrada,que estranho,um dos meus pratos favoritos,ele estava tentando puxar o meu saco?
-Então,soube que você dança ballet na melhor universidade dos EUA-Tatiana e aquela voz irritante.
Olhei para o meu irmão,e ele me lançou um olhar significativo.
-È,pode ser-Respondi seca e voltei a comer
E assim seguiu  o jantar,até que entraram em um assunto muito delicado "Minha mãe"
Levantei da mesa bruscamente e saí em direção ao meu quarto.
Tranqueia  a porta, e fiquei la, ate o jantar acabar, não abri a porta pra ninguem .
Quando o jantar acabou, escutei uma batida na porta, era o  meu irmão
Tranqueia  a porta, e fiquei la, ate o jantar acabar, não abri a porta pra ninguem .
Quando o jantar acabou, escutei uma batida na porta, era o  meu irmão
pedindo pra entrar.
Abri a porta de mal humor.
Ele se sentou na ponta da  minha cama e falou.
- Vi, temos que conversar, serio.
Olhei para ele.
- Tudo bem, vamos conversar.
Ele me olhou firme e respirou fundo
- Sei, que pra voce é dificil, aceitar a  morte da nossa mãe,mais , pense no nosso, pai. Veja como ele esta feliz, ele não fica assim, a tanto tempo, desde que  a mamã e se foi.
Vamos, tentar, juntos, pra mim , tambem, não esta sendo nada facil.
Mias vamos, tentar por ele, e não por ela. Ele ta tão feliz, sei que to te pedindo demais. Mas saiba que vou estar do seu lado, como sempre estive.Vamos tentar juntos?
Olhei pra ele durante um tempo, pensando, no que ele me falou. E decidi!
- Ta bom , eu tento, pelo papai, mais isso não que dizer, que eu vá tratar ela, do jeito que la merece. Quero ela no canto dela e eu no meu.
Essa, é a  minha condição.
Ele me olhou, segurou a  minha mão.
- Tudo bem, mas saiba, que vou estar com com voce, não vou te deixar sozinha.
-Eu sei-Abracei ele e segurei o choro-Só não quero que o papai esqueça da mamãe,nem eu quero esqueer dela,tenho medo de que isso aconteça.
-Isso jamais vai acontecer Vi,você sabe bem disso,Alice e Cecílio viveram uma grande história de amor,e ninguém vai mudar isso,só que ele precisa seguir em frente...
-Eu sei...-Abaxei a cabeça
-Agora,vou levar a Paty pro hotel,ela não quer ficar aqui hoje-Ele fez careta me fazendo rir,e então me deu um beijo na testa,e se foi,me deixando sozinha.

1 Capítulo 25

MODO INTERATIVO AQUI


Fomos para casa da Milly,  assim que chegamos,  eu dei um belo de uma banho gelado nela e também uma xícara de café bem forte, afinal ela não estava nada bem.
 Depois, que  botei ela na cama, fui me deitar.
 Mais cadê o sono que não vinha?
Não parava de pensar nele, e por final acabei chorando, lembrando  de tudo e acabei dormindo.
No dia seguinte, tomamos café.
- Violet, tem algo de errado, o que houve ontem? - Milly me perguntou, com o olhar fixo.
– Não houve nada não.
- Porque ontem, você voltou estranha?
 – Já falei não ouve nada.
Depois de tomar o café da manha, segui com a  minha rotinha, fui ensaiar com o Will. E no meio do ensaio , o meu telefone tocou. Era ele.
- Alô?- Ele falou , com uma voz animada e ao mesmo tempo a angustiada. – Oi, Violet, sou eu-Meu coração disparou no momento, em que eu escutei a voz dele.
Então respondi.
  – Oi, Lu, como você esta? Ta tudo bem , a sua voz ta estranha.
 –Ta sim, é que eu gostaria de falar com você, tem como você descer aqui em baixo? -Eu fiquei sem reação, como ele sabia onde eu estava, como ele sabia onde eu estava ensaiando?
–Ta bom, estou descendo . Sai do ensaio, e fui la com ele.
– Luan, como você soube que eu estaria aqui, quem te falou? Ele ficou sem graça, mais me respondeu sem jeito.
 – Foi a Milly, que falou. Desculpa vai?
Fiquei sem jeito mas desculpei.
– Ta bom, mais fala o que houve, que você veio ate aqui.
– Você , não vai gostar do que eu vou te dizer, mais é  verdade Vi. Eu precisava te ver, sei que você acha errado, mais eu precisava te ver.
Fiquei sem reação pelas coisas que ele falou, mais tinha que acabar com aquilo, era errado, e se alguém vesse ?
– Luan, não faz isso, por favor! Isso é errado, você tem que pensa na Jade. Ele me olhou, firme, respirou fundo e falou, bem serio.
-Vi, eu sei , que você não me esqueceu, sei que você ainda pensa em mim, da pra ver nos teus olhos. Fiquei , mais pasma ainda.
 – Luan ,para. Ele me silenciou, botando a ponta, do dedo na  minha boca e falando.
– Deixa eu terminar de falar por favor. Eu sei que é errado, só que eu não consigo, parar de pensar em você, fico lembrando  daquela noite. Por favor, diz que fica comigo. Fiquei pasma com o que ele disse, ele estava se declarando pra mim, isso era tudo  o que eu queria, mais ainda sim era errado,mais, tive que da uma resposta.
–  Luan, preciso pensar , me da um tempo. Pode ser? Ele me olhou , firme e respondeu .
– Ta bom, dou o tempo que você precisar. Ele me olho, durante um tempo, e veio pra me dar um beijo, mais eu desviei . – Luan , não vamos com calma, me da um tempo , preciso pensar. Ele me olhou.
 – Tudo bem.
- Agora eu preciso subir, tenho que terminar o ensaio, depois a  gente se fala. Ele me deu um abraço, e disse no meu ouvido.
– Eu te ligo, minha neguinha, te vivo.

0 Capítulo 24


MODO INTERATIVO AQUI
Eu já estava ficando meio cansada de tanto esperar,quando finalmente ouvi o barulho de risadas do lado de fora,então prendi a respiração e me preparei para o que viria a seguir.
Ele entrou de mãos dadas com ela,uma mulher magra,alta e morena,a boca me lembrava um peixe que eu tive,aqueles que limpam o aquário sabe?
Minha boca entortou de nojo,e minha sobrancelha se ergueu sozinha,enquanto meu pai me olhava incrédulo,e a mulher sorria.
-Oi,você deve ser...-Eu logo a cortei
-Quando é que você ia me contar?-Levantei no mesmo instante morta de raiva.
-Violet,não é isso que você tá pensando...
-Ha não?Então é o que?-Eu me segurei para não berrar-Minha mãe mal faleceu e você já quer por outra no lugar dela?-Cuspi-O Thiago já sabe?
-Não,eu iria contar á vocês esse fim de semana.
-Querida,eu não quero ficar no lugar da sua mãe,acredite,jamais serei ela-A mulher bocuda tentou se aproximar,eu me afastei.
-Que bom que você saber,você JAMAIS será minha mãe,JAMAIS será igual á ela!
-Violet!-MEu pai me repreendeu,mais pela primeira vez,não dei ouvidos,subi as escadas tentando conter as lágrimas e me tranquei no quarto.
Derramei todas as lágrimas que eu quis derramar antes.
Não parecia justo meu pai esquecer dela assim tão rápido,fazia o que?Quatro anos?È,isso!E ele já estava com outra.
Funguei e limpei meu rosto com as costa das mãos,e arrumei uma mochila com roupas,depois liguei pra Mily.
-Violet?O que aconteceu?-Eu pude escutar o barulho da música no fundo,ela ainda estava na boate.
-Ha,depois eu falo Mily,só liguei pra avisar que vou ficar na sua casa.
-Claro,vou avisar meus pais,você passa aqui pra me pegar?
-Tô sem carona,vou de táxi e te encontro lá..
-De jeito nenhum,eu passo ai...
-NÃO!Olha,eu vou ai na boate,me espera-Desliguei e peguei minha mochila,deixei um bilhete em cima da mesa de centro da sala,somente avisando onde eu estava e pedindo para que não me procurassem,e depois sai pela porta da frente tentando não fazer barulho.
Peguei um táxi até a boate,e por sorte,dei de cara com o Will.
-Hey,pensei que ficaria em casa.-Ele me abraçou
-Pois é,eu também-Disse de mal humor
-Vai entrar?
-È né?vou dormir na casa da Mily.
-Ha isso explicar a mochila-Ele riu-Me dá,vou por no fusca.
-Fusquinha salvador!
-Vai continuar com o deboche?-Ele ergueu as sobrancelhas enquanto trancava o fusca
-Não foi deboche,foi um agradecimento ao fusca,ele me salvou hoje-Ri
-Ok-Ele me abraçou,e o segurança liberou a nossa passagem até a área vip.

-Voltou?-Jade perguntou rindo quando nos viu,Luan me analisava,Kate havia sumido,e Camily vinha do bar.
-Pois é-Dei de ombros.
-Vamos dançar Vi!-Mily saiu me puxando.
-Não,não,não!-Tentei me esquivar.
-Qual é,vamos pegar os gatinhos,já peguei vários hoje..E olha aquele ali!-Ela começou a gargalhar.
-CAMILY VOCÊ BEBEU?-Foi espontâneo,eu gritei sem querer,nunca havia visto ela assim.
-Acho que ela bebeu um pouquinho-Luan debochou,olhei feio para ele que somente ergueu as mãos em sinal de paz.
-Aff,vamos logo Mily,amanhã eu tenho compromisso e não vou ficar tomando conta de uma bêbada que nem você!
-Ok,ok,vamos chatolina!-Ela gargalhou.
-Eu levo vocês-Will veio,nos despedirmos do resto do povo e fomos embora.


0 Capítulo 23


MODO INTERATIVO AQUI
-Ha que droga!-Reclamei e peguei o celular,depois me afastei um pouco,indo um para perto do banheiro para atender.
-Alô?
-Quem tá falando?-Uma voz feminina me perguntou
-Violet,quem é?
-Haa sim,a famosa Violet!Aqui é Tatiana,parece que seu pai esqueceu o celular né?
-Pois é,quer deixar recado?-De algum jeito,eu sabia do que se tratava.
-Não,acho que ele não vai dem....Ah ele chegou.
-Que ótimo,pode avisar á ele,que não precisa ir pra casa hoje!-Quase gritei.
Desliguei o celular na cara da vadia e caminhei furiosa em direção á mesa.
-Vi o que foi?-Will se levantou na mesma hora.
-Violet,você tá chorando?-Luan tinha que abrir a boca.
-Mily,você fica bem sozinha?Preciso...han?Ir pra casa-Ignorei os outros.
-Claro!-Ela me lançou um olhar significativo querendo saber o que havia acontecido.
-Desculpa gente,mais eu preciso mesmo ir-Já ia dando as costas,quando o Will me segurou no meio da área vip.
-O que aconteceu?-Perguntou desesperado
-Longa história,quero confirmar primeiro por isso preciso ir pra casa
-Ha sim,eu te levo
-Não pre...
-O trato Violet,e depois disso,não vou deixar você ir sozinha assim de cabeça quente,vou pegar a chave do carro.
Suspirei.
-Tudo bem.

-Desde de quando você tem um carro no Rio de Janeiro?-Perguntei para tentar me distrair
-È emprestado
-Ha sim,dá pra quebrar o galho-Debochei
-Não fala mal do fusquinha Violet,ou eu te deixo a pé no caminho
-Ok,ok,mais ele é muito pequeno,ainda bem que é o novo modelo,porque o antigo...
-Já entendi,não precisa debochar pow!
Gargalhei.
-Tá bem,parei.
Ele estacionou o fusca em frente a minha casa.
-Obrigada Wiil-Dei um beijo no rosto dele.
-De nada,quer contar o que aconteceu?
-Melhor não,amanhã eu conto,prometo.
-Tudo bem,se cuida,vê se não faz besteira.
-Pode deixar-Revirei os olhos e desci do carro.
Mandei beijinhos pra ele no ar,que retribuiu fingindo pegar todos,depois ele arrancou com o carro e eu entrei em casa.
Fiz um sanduíche para comer,e me joguei no sofá,esperando meu pai chegar.

1 Capítulo 22


MODO INTERATIVO AQUI
Aquele Deus grego maravilhoso beijando ela.
Por mais que eu quisesse odiá-los eu não conseguia de maneira nenhuma,não era uma coisa minha odiar as pessoas nem invejar,mais eu me sentia mal,e por um minuto,quis ir embora.
-Cuidado,você pode morrer assim-Pulei de susto com aquela voz em meu ouvido
-Assim como?-Perguntei sem entender
-De ciúmes-Will riu
-Não tô com ciúme de ninguém-Me defendi!
-Qual é Violet,tá na cara que você está,e eu sei que rolou alguma coisa entre vocês dois,pelo menos um olhar,não sou bobo!-William ria
-Não rolou e nem nunca vai rolar!
-Sei..Vem,vamos lá pra mesa,a Bruna está procurando por você,e parece que a Camily agarrou alguém.
-MENTIRA?A Mily tava namorando...
-Parece que terminaram-Ele riu e foi me puxando pela cintura,como se fôssemos um casal.

Quando cheguei abraçada com Will perto da mesa onde todos estavam,Luan me olhou estranho e ergueu uma sobrancelha,como se acreditasse que eu tivesse seguido em frente,mal ele sabia...
-Vi,quer beber alguma coisa?-Will me perguntou
-Han..claro,vou buscar-Fui logo tentando escapar,mais Will me seguiu.
-Não é assim que você vai fazer com que eles terminem....
-Eu não quero...Argh!Fala sério!-Encarei ele no bar enquanto esperava minha bebida.
-Eu quero conquistar uma pessoa,e você quer o Luan,vamos fazer um trato?
-Eu não quero nada,so curtir a vida e...-Tarde de mais,William me agarrou pela cintura e me lascou um beijo.
Por um minuto tentei resistir,mais depois,acabei deixando,afinal,éramos amigos,e a nossa amizade não se quebraria por causa de um beijo,não é?
Ele sorriu depois que parou o beijo com vários selinhos,e me deu um na bochecha.
-Desculpa-Sussurrou
-Tudo bem,eu fico com você hoje,mais não acostuma-Sorri
-Sério?-Ele pareceu não acreditar
-Sim!-Peguei minha bebida e dei uma golada.
-Òtimo!-Ele me roubou outro beijo,depois fomos voltando para a mesa.

Ficamos conversando por um tempinho,e sim,eu havía me dado 'bem' com a Jade.
Não poderia dizer que levaria a amizade dela mais a frente,porém ela é uma pessoa legal.
Algum celular tocava desesperadamente,mais ninguém parecia se importar com isso,até...
-Violet,esse não é o seu celular?-Jade perguntou me encarando como se eu fosse uma retardada
Olhei o celular que vibrava impaciente na mesa,e me assustei.

0 Capítulo 21


MODO INTERATIVO AQUI
-Bebê,eu não preciso ir...-Resmunguei
-Qual é Violet,o cara está todo preocupado com você,e bom,ele não é o seu ídolo?Pensei que iria ficar feliz com o convite...
-E estou,só que...
-Só que nada,vamos logo!-Ele me puxou pelo braço até o táxi que nos esperava na porta do hotel,meu pai já estava sentado no banco da frente,então fui atrás com o Bebê.
Chegamos no Royal Park em poucos minutos,afinal,o hotel era super perto.
Thiago pediu o porteiro para interfonar para a casa do Luan,que logo liberou nossa entrada,então,o taxista nos deixou bem em frente,e foi embora.
BABEI!Sim,a casa por fora já era magnífica,justamente como vi em uma das matérias que havia saído na Caras.
-Nega!-Luan apareceu sorridente e já foi logo me abraçando.
Um abraço apertado,de saudade?
-Oi-Sussurrei sem jeito,mais ao mesmo tempo feliz de vê-lo.
-Pensei que cê não fosse vir-Ele falou de um jeito tristonho,ainda me abraçando.
-E por que não viria?-Perguntei sorrindo quando ele me soltou.
-E ai parceiro!-Ele comprimentou meu irmão com um tapa nas costas.
-Esse aqui é o Cecílio-Thiago falou de um jeito formal,revirei os olhos.
-Nossa finalmente conheci o sog...pai da Violet-Eles se cumprimentaram com um aperto de mão-Bem,vamos entrar?O churras tá rolando desde cedo já!Vem Vi!-Luan me puxou pela cintura e foi me conduzindo pela casa,com meu pai e Thiago logo atrás.
Chegamos nos fundos da casa,um gramado simplesmente lindo,que dava vontade de deitar,e jamais sair.
Reconheci logo de cara,o pessoal da banda e meus sog...Marizete e Amarildo,depois observei bem,e vi Bruna conversando com a Jade,ha não,eu realmente não deveria estar aqui.
Luan ainda andava comigo agarrada nele,mais por um minuto,eu congelei.
-O que foi?-Ele me perguntou baixinho
-Ha...hum...acho que vou embora-Resmunguei
-De jeito nenhum!-Ele disse sério-Vem,a mamusca tá doida pra te conhecer-E saiu me puxando.
Enterrei a cabeça no peito do Luan,não queria ver mais nada,e também não queria ser o centro das atenções,não aqui.
-Demorou lá fora em Luan!-Dona Marizete reclamou.
-Ha,a gente tava conversando-Ele revirou os olhos.
-E posso saber quem é essa mocinha linda?-Pude sentir o sorriso em sua voz,mais não olhei,estava morta de vergonha,como uma criança de 5 anos que se escondia atrás da mãe.
-Essa é a Violet-Luan riu-Para de se esconder nega.
Neguei com a cabeça e ele deu aquela gargalhada gostosa.
-Eu não mordo Violet-Marizete falou rindo.
Me virei para olhá-la,e percebi que agora todos me encaravam de novo,ha não!
-Eu sei-Minha voz era um sussurro,depois disse mais firme: -È que não estou acostumada a ser o centro das atenções-Ri nervosa.
-Ha não liga pra esse bando de cheretas não-Ela riu,e abriu os braços me puxando e me dando um forte abraço inesperado-Luan vive falando de você aqui em casa-Beijou o topo de minha cabeça e me largou.
-Fala é?-Olhei pra ele que somente riu.
-Até que enfim!-Bruna veio em nossa direção-Pensei que nunca iria trazer a garota aqui-Ela riu-Oi Vi!-Nossa,quanta intimidade,mais confesso que imaginei que seria assim com a Bruna.
-Oi-Sorri
Despois falei com o resto do pessoal que estava ali,mais continuei na minha.
Minutos depois,estavam todos separados em 'grupo'.
Luan,Thiago,Bruna e Jade sentados perto da piscina,o pessoal da banda reunido em uma pequena farra perto da churrasqueira e Amarildo,Marizete,meu pai e eu sentados na varanda dos fundos,eles conversando,e eu muda.
-Violet,larga esses véios ai,senta ali com a gente!-Bruna chegou sorridente.
-Ha...
-Vai lá!-Meu pai me incentivou.
Suspirei e fui com ela para perto da piscina.
-Você curte moda?-Ela perguntou enquanto caminhávamos para perto dos meninos.
-Ha,não muito,faço meu estilo-Ri
-E que estilo,super amei!-Ela sorriu
-Obrigada-Retribui o sorriso,e nos sentamos na beira da piscina,agarrei o Thiago logo de cara.
-Vocês não se desgrudam em?-Luan observou.
-Não mesmo!Acho que o dia que eu casar,vou ter que levar a Violet junto-Thiago gargalhou.
-Idiota!-Dei um tapa nele,chegou a estalar.
-Ai!-Ele reclamou.
-Você é aquela garota da boate não é?Estou te reconhecendo agora...-Jade falou de repente,me fazendo gelar na mesma hora.
-È ela sim,viu como ela dança bem?-Luan não parava de sorrir pra mim.
-È,você tem que me ensinar alguns passos-Isso é sério?
-Claro-Minha testa se enrrugou.
Começamos a conversar,e por incrível que pareça,eu me dei bem com a Jade,mais ao mesmo tempo,me senti culpada por ter ficado com o Luan naquela noite.
Em meio á conversas e gargalhadas meu celular tocou,olhei a tela,mais não reconheci o número.
-Alô?-Atendi me levantando e me afastando um pouco deles.
-Violet!-Era o Will-Que saudades!Kate me falou que você vai voltar a dançar,e bom,consegui uma vaga pra você no estadual-Ele parecia sorridente.
-Jura?-Perguntei empolgada
-Sim,a gente pode começar a ensaiar hoje mesmo,eu te ajudo com a coreografia...
-Ha,hoje...È que eu estou em Londrina com o Bebê-Fiz careta-A gente pode começar na segunda...
-Claro,sem pressa,a competição será daqui á um mês,dá tempo,afinal você pega as coisas super rápido-Ele riu
-Nem sempre!-Sorri para mim mesma
-Ha mais uma coisa,depois do ensaio vamos á uma boate,e não aceito não como resposta,tõ com saudades da boate do Tom...
-Também estou-Concordei-Han..tenho que desligar agora,segunda a gente se fala então?
-Claro,segunda!Beijos linda!
-Beijos gato!-Ri do modo como a gene se tratava.
Desliguei e voltei a me sentar na beira da piscina,só ai percebi,que Patrícia havia chegado,e que eu e Bruna praticamente estávamos de vela.
-Vi,vamos lá no meu quarto?Quero te mostrar uma coisa.
-Claro-sorri e fui com ela.
Quando estávamos na sala,subindo as escadas,ela começou a falar.
-Ai juro que não suporto ficar de vela!
-Nem eu!
Rimos.
Bruna e eu nos divertimos no seu quarto,fiquei dando dicas para ela de alguns look's,parecia até que tinhámos nos conhecido há um bom tempo.
-Bem que você podia ser a namorada do Lu né?-Ela falou de repente
-TÁ LOUCA?-Gritei desesperada com medo de que ela soubesse o que tinha acontecido entre eu e o Luan.
-Por que não?-Ela parecia curiosa
-Porque...Fala sério Bru,nunca daria certo,comos apenas amigos!-Me esquivei
-Sei..-Ela riu-Ele me contou que você é fã,então pensei que queria alguma coisa...
-Tá achando o que?Que eu sou interesseira?-Ergui as sobrancelhas
-Claro que não!-Ela exclamou-Só foi uma ideia,as fãs do Lu geralmente querem comer ele vivo-Ela gargalhou
-È,eu sei,mais não sou assim,somos apenas amigos mesmo.
-

Nossa,segunda-feira nunca foi tão corrida como hoje,mais enfim,já era noite e decidida,eu curtiria a noite como não curtia há algum tempo.
Passei uma make preta com delineado de gatinha e rímel nos cílios,coloquei um batom mais claro,e me olhei no espelho.
Há séculos eu não me sentia tão bem como hoje,eu vestia um short de paetê preto com uma blusa meio transparente branca e sutian da mesma cor,porque neon hoje,com toda certeza não iria colar.
Peguei meu celular e tirei uma foto postando logo no Instagram,depois peguei minha Clucth com a bandeira da Inglaterra e uma caverinha super fofo em cima,e desci as escadas.
Bruna por fim,decidiu me encontrar na boate,e sim,Jade e Luan iriam juntos,mais eu não queria me preocupar com isso.
-Mily vamos?-Perguntei quando cheguei na cozinha,meu pai conversava com ela.
-Claro!Tchau tio!-Ela mandou beijinhos no ar.
-Tchau nada,vocês não vão se livrar do velho assim,vou levar as duas!-Ele riu
-Pai!-Gemi
-Sem mais!
-Ok né?-Ri-Vamos?
-Sim,vou pegar a chave do carro!
Mily e eu adiantamos,e fomos para o carro,meu pai apareceu logo em seguida,e nos deixou na porta da Phonix.
-Juízo em!E liguem pro meu celular quando chegarem!
-Aonde você vai?-Perguntei confusa
-Ha...resolver umas coisas pendentes do trabalho,e vou falar
-Hum...tudo bem,beijo!-Não engoli a história de alguma forma,mais achei melhor deixar pra lá.
-Beijo,beijo tio lindo!-Mily brincou fazendo a gente gargalhar,depois partimos para a boate.

Estava tudo mais lotado que o normal,mais ainda sim parecia estar tudo perfeito.
Encontramos Kate e William,então fomos todos para a pista de dança,e ficamos lá por alguns minutos,ou talvez até horas,não sei bem,eu amava dançar!
-Ha,vamos beber alguma coisa?-Mily pediu
-È,também acho melhor a gente parar um pouco,ou eu vou desidratar dançando -Kate falou rindo
-Eu encontro vocês no bar,vou ao banheiro-Falei,e todos os olhares se voltaram contra mim-O que gente?Eu parei com aquilo,se quiserem podem vir comigo!
-Opa,eu topo!-Will me agarrou pela cintura e fingiu andar comigo até o banheiro
-Idiota!
-Ok,a gente vai pro bar,vê se não faz besteira!-Kate falou séria e autoritária
-Marquem dois minutos no relógio,eu volto antes disso-Pisquei e fui ao banheiro.
Retoquei o lápis de olho e o rímel,e passei longe das cabines,depois fui caminhando em direção ao bar,quando vi aquilo...

0 Capítulo 20


MODO INTERATIVO AQUI
Depois de uma semana sem fazer absolutamente nada em casa,decidi ligar para Kate,ela estava dando duro pela vaga na Juliard,e como prêmio da competição,dois bailarinos seriam escolhidos para representar a escola pelo mundo.
Acontecia raramente esse tipo de coisa,então,o prêmio era bastante disputado,e eu estava absolutamente fora,tudo por causa das minhas recaídas.
-Kate?-Falei assim que ela atendeu
-Violet,você sumiu!-Ela riu
-Não,só...problemas pessoais-Revirei os olhos-E ai,como anda os ensaios?-Perguntei animada,iria lhe contar a surpresa.
-Ah super pesado,você sabe!-Ela riu-O Will está preparando alguma coisa especial pra você
-Pra mim?!-Perguntei empolgada
-Sim...Já que você não vai poder competir,ele decidiu mudar a dança,e também mudou a música,vai fazer uma coisa especial,nem eu sei bem o que é
Rimos juntas.
-Ele é louco,a coreografia estava toda montada já.
-Pois é,por você ele faz tudo-Pude imaginar seu sorriso amarelo
-Nós somos apenas bons amigos,ele foi uma das primeiras pessoas que me acolheu em Nova York,não pense besteiras.Mais fala sério,você quer dar uns pegas no Will?
-O QUE?-Ela exclamou-Claro que...Sim-Pronunciou as últimas palavras baixinho
-SABIA!-Exclamei-Bom,ele está afim de você,posso fazer isso ser mais rápido,o que você acha?
-Sério?-Ela perguntou empolgada e escutei um grito-Ha droga!Vamos voltar a ensaiar,depois nos falamos,beijos Vi!
-Tchau Kate!
Desliguei,e me lembrei que tinha psicólogo ás 13:00.
Me arrumei,e saí com Thiago ao encontro da Dra.Scarlet.
-
Em meio á viagem de avião,fiquei pensando nos últimos acontecimentos,e nos últimos telefonemas do Luan.
Sim,ele havia me ligado a última semana inteira,sempre empolgado e me fazendo rir.
Lembro que em uma das ligações,ele estava chateado por ter ficado rouco logo em um festival,em que tinha sido convidado,então,teve que cortar algumas músicas do show.
Sorri,ao lembrar sua voz rouca ao telefone,quase mudo.
Dormi em meio aos meus pensamentos,e quando acordei,estávamos em Londrina.
De verdade,eu não sei o que estava fazendo aqui,tudo bem,Luan tinha sido um bom...amigo?Mais não tínhamos tanta intimidade assim,e Thiago havia começado a trabalhar pra ele á pouco tempo.
Balancei a cabeça tentando esquecer essa baboseira toda,e segui Thiago até o táxi que nos esperava,ficaríamos em um hotel,próximo ao condomínio do Luan,onde sempre sonhei em entrar,Oh Good!


Ainda não viu o vídeo da fanfic?Então não deixe de conferir! ;)

0 FANFIC POR AMOR: VIDEO CLIP!


E aí meus amorzinhos!
Como vocês sabem,eu já havia feito um clip da fanfic,porém não curti muito,e fiz outro,espero que gostem!




Página Anterior Próxima Página Home